Educação - Direção Defensiva

Direção defensiva é dirigir de modo a evitar acidentes, apesar das ações incorretas dos outros e das condições adversas. O objetivo da Direção Defensiva é prevenir acidentes e para que isso aconteça, faz-se necessário a mudança do modo de dirigir, empregando a direção perfeita que é dirigir de um ponto ao outro sem cometer falhas, ou seja:

I - sem cometer infrações;
II - sem abusar do veículo;
III - sem atrasos nos horários;
IV - sem faltar com a cortesia.

Normalmente nos casos de acidentes, as pessoas procuram identificar ou perguntam quem é o culpado pelo acidente, quando a pergunta correta seria, quem poderia ter evitado o acidente ? Os acidentes podem ser conceituados em acidente evitável que é aquele em que você deixou de fazer tudo que razoavelmente poderia ter feito para evitá-lo, e não evitável, que é aquele que se esgotando todas as medidas para impedi-lo, este veio a acontecer.

A filosofia da Direção defensiva é essa, não importa se o outro condutor está errado ou se esta sendo egoísta, o que importa é que você evite ,a todo o custo, o acidente ou uma situação perigosa.

 

  • CONDIÇÕES ADVERSAS

1. LUZ

Esta ligada às condições de iluminação, pois a intensidade da luz afeta a nossa capacidade de ver (ofuscamento) ou sermos vistos. Quando um veículo vier em sentido contrário com os faróis altos, devemos alertá-lo, piscando os nossos faróis, caso persista, volte sua vista para a margem direita da pista. Quando for o caso de luz solar, devemos utilizar a pala de proteção interna (para-sol) ou óculos protetores.

2. TEMPO

Esta ligada às condições atmosféricas.

Chuva - torna a pista escorregadia e dificulta a visibilidade (é pior nos 15 minutos iniciais, devido as sujeiras da pista que se misturam com a água), devemos regular a velocidade de acordo com a situação, não deixar embaçar os vidros, aumentar a distância para o veículo da frente, acender os faróis, e não tendo condições de prosseguir, parar o veículo fora da pista. Evite passar com velocidade em poças de água, evitando assim a aquaplanagem, que é a perda de contato do pneu com o solo pelo efeito da água, causando a perda do controle do veículo, além de poder causar problemas na sua mecânica, que pode deixa-lo quebrado no meio da chuva. veja mais

Neblina - Devemos reduzir a velocidade (não muito, para evitar uma colisão traseira), usar luz baixa (nunca luz alta), evitar parar nos acostamentos, parar só em locais seguros, desligando todas as luzes e não deixando ninguém no interior do veículo, não faça ultrapassagens, principalmente em vias de duplo sentido.

3. ESTRADA

Devemos nos adequar as condições da estrada, levando sempre em consideração as curvas, falta de acostamento, tipo de pavimento, buracos, óleo na pista, lombadas, falta de sinalização, ondulações, desníveis, animais, poças d'agua.

4. TRÂNSITO

As condições do trânsito interferem no modo de dirigir, sobretudo porque existe a presença de outros condutores que sofrem as mais diversas interferências, consequentemente comportam-se de maneiras diferentes, como congestionamento ou trânsito livre, velocidade alta ou baixa, presença de bicicletas ou carroças, grande movimentação de pessoas, festas populares, etc.

5. VEÍCULO

O motorista defensivo sempre mantém seu veículo, em bom estado de conservação e manutenção de seus equipamentos, deixando-o sempre em condições de reagir a todos os comandos realizados pelo condutor. Os defeitos mais comuns que podem causar acidentes são:

* freios desregulados;
* lâmpadas queimadas;
* limpador do pára-brisa com defeito ou a paleta em péssimo estado;
* falta de buzina;
* espelho retrovisor deficiente;
* cinto de segurança defeituoso;
* pneus gastos ou defeituosos; veja mais
* faróis desregulados.

Em todas as situações acima, cabe ao motorista defensivo, realizar manutenções periódicas no seu veículo, através da prevenção imediata e da prevenção mediata.

A Prevenção Imediata é aquela que o condutor tem condições de realizar imediatamente e rotineiramente, tais como:

* checagem dos pneus, verificando a correta calibragem ( a mais ou a menos, prejudica a aderência e aumenta o desgaste) e se o pneu esta em perfeito estado;
* luzes do veículo, verificando se todas as lâmpadas estão funcionando;
* verificar o nível da água do sistema de arrefecimento (radiador), completando se necessário,
* testar a buzina;
* verificar o nível de combustível, certificando-se que seja suficiente para chegar ao local de destino;
* verificar o nível da água do limpador do pára-brisa, completando se necessário.

A Prevenção Mediata é aquela que o condutor tenha condições de fazer ou não, mas que não precise ser todo dia, tais como:

* calibragem do pneu socorro;
* nível do óleo do motor;
* nível da água da bateria;
* regulagem dos faróis;
* alinhamento e balanceamento da rodas;
* verificação dos amortecedores e freios.
* rodízios dos pneus a cada 15.000 Km, no máximo.

Em todas as situações acima, cabe ao motorista defensivo, realizar manutenções periódicas no seu veículo, através da prevenção imediata e da prevenção mediata.

A Prevenção Imediata é aquela que o condutor tem condições de realizar imediatamente e rotineiramente, tais como:

* checagem dos pneus, verificando a correta calibragem ( a mais ou a menos, prejudica a aderência e aumenta o desgaste) e se o pneu esta em perfeito estado;
* luzes do veículo, verificando se todas as lâmpadas estão funcionando;
* verificar o nível da água do sistema de arrefecimento (radiador), completando se necessário,
* testar a buzina;
* verificar o nível de combustível, certificando-se que seja suficiente para chegar ao local de destino;
* verificar o nível da água do limpador do pára-brisa, completando se necessário.

A Prevenção Mediata é aquela que o condutor tenha condições de fazer ou não, mas que não precise ser todo dia, tais como:

* calibragem do pneu socorro;
* nível do óleo do motor;
* nível da água da bateria;
* regulagem dos faróis;
* alinhamento e balanceamento da rodas;
* verificação dos amortecedores e freios.
* rodízios dos pneus a cada 15.000 Km, no máximo

 

  • PREVENÇÃO DE ACIDENTES

1) Conhecimento - Dirigir defensivamente requer, primeiramente, que se conheça o Código de Trânsito Brasileiro, pois ele fornece muitas informações de conduta, normas, proibições, além da própria legislação. Além dele, existem revistas especializadas e livros que falam do assunto.

2) Atenção - ponto fundamental para quem vai dirigir, deve-se sempre estar em alerta a cada segundo na direção de um veículo, pois perde-se a vida em um segundo.

3) Previsão - é a habilidade de prever e preparar-se para a maioria das eventualidades, é dirigir prevendo o que um condutor poderá fazer ou uma situação que poderá acontecer. Essa previsão pode ser exercitada próximo ou distante do motorista.

4) Decisão - reconhecer as alternativas que se apresentam em uma situação e ter a habilidade de fazer uma escolha inteligente a tempo de evitar acidentes.

5) Habilidade - Manusear bem todos os controles do veículo e executar com perícia e sucesso as manobras básicas de trânsito ( fazer curvas, ultrapassagens, mudanças de marcha, estacionar e sair dele, etc.).

6) Saiba o que fazer, planeje com antecedência, o trajeto que você quer fazer para não confundir o veículo que vem na traseira.

7) Sinalize suas intenções sempre, informe ao motorista o que você vai fazer, não deixe ele adivinhar.

8) Pare gradativamente para não assustar e forçar o veículo que vem atrás a sair repentinamente para o lado, podendo causar acidente com outro veículo e ser projetado contra o seu.

9) Haja sempre com cortesia.

10) Não permita que veículos os sigam colados, facilite a sua ultrapassagem.

11) Em caso de acidente, não pare no local, procure um local seguro ou pare a alguns metros bem a frente do local; peça para alguém chamar socorro e sinalize o local com o triângulo, galhos, lanternas, etc. para evitar novos acidentes, não fique andando ou cruzando a via, e não deixe ninguém ficar andando ou parado sobre a pista, se ainda estiverem circulando veículos nela; se puder e souber, dê os primeiros socorros à vítima, mas o melhor, é esperar chegar o socorro especializado, enquanto isso tranquilize a vítima e não a remova ou deixe que leigos mexam nela.

11) VOCÊ - Se você usar estes elementos a cada momento que estiver dirigindo, é sinal que você esta se comportando como um motorista defensivo e verá que sua vida vai melhorar no trânsito.



"O assunto Direção Defensiva, é extenso e muito rico de detalhes para cada tópico discutido aqui, procure sempre se reciclar."

 





CONTATOS












Notícias de Trânsito

desde 1998 o portal
do trânsito brasileiro